A Carregar...
Imagem

Dinheito Vivo Online: "Associação Empresarial do Minho fecha 2022 com faturação de 12 mil milhões de euros"

No seu segundo ano de atividade e com quase duas centenas de sócios, a associação sublinha ainda a criação de 45 mil empregos.


A Associação Empresarial do Minho (AEMinho) representa atualmente um volume total de faturação de 12 mil milhões de euros, alcançados pelas quase duas centenas de associados, foi anunciado esta quinta-feira.


Em comunicado de balanço do seu segundo ano de atividade, a associação sublinha ainda a criação de emprego para cerca de 45 mil pessoas.


Além de mais de 100 iniciativas e atividades em 2022, entre missões empresariais, jantares-debate, eventos temáticos ou speedtalks, focados em temas centrais da atividade empresarial, a AEMinho diz ainda que esteve "na primeira linha" na disponibilização de uma ferramenta de oferta de oportunidades de emprego para refugiados ucranianos, "dando a resposta possível a um flagelo social que ainda hoje é difícil de entender em pleno século XXI".


"Para a AEMinho, 2022 foi o ano da afirmação. Foi o segundo ano de atividade da associação, no qual o foco foi crescer. Não só em número de associados, como bem demonstra o aumento de 68% em relação ao ano de estreia, mas também em número ações e, acima de tudo, na relevância que essas mesmas ações têm na vida das empresas", refere o comunicado.


Para 2023, o foco da associação é a criação do "cluster da energia".


"A criação do cluster da energia será a materialização orgânica daquele que é um setor vital para a economia portuguesa e permitirá ter um espaço específico para toda a comunidade empresarial dedicada a este setor", diz ainda.

29/12/2022